Home » Backpackers » Trabalho voluntário no exterior – Viajar, praticar inglês e fazer o bem – 3 semanas em Gleanings

Trabalho voluntário no exterior – Viajar, praticar inglês e fazer o bem – 3 semanas em Gleanings

Fazer trabalho voluntário sempre foi uma das nossas vontades. Uma daquelas coisas que colocamos na lista e nunca fazemos, sabe?!

Trabalho voluntário no exterior?

Quando a viagem aos EUA estava sendo planejada, procuramos por lugares em que poderíamos ficar, gastando pouco ou mesmo trabalhando em troca de estadia. Foi no worldpackers (site para encontrar hosts que trocam estadia por trabalho), pesquisando por hostels na California que encontramos a ONG cristã Gleanings for the Hungry.

No início ficamos um pouco receosos por se tratar de uma “fazenda” no interior da Califórnia, mas interior mesmo, e pelo fato de ser uma comunidade religiosa. Não que não creiamos em um Deus ou uma entidade superior, temos nossas crenças mas a ideia de doutrinação ou algo assim não agradava. Mas posso dizer que em poucos lugares fomos tão bem acolhidos como este. Rod que é o responsável por receber os mochileiros, nos tratou como filhos. Nos deixando muito à vontade desde a primeira noite.

Depois de duas semanas cruzando o país de carro, dormindo em barraca, hotéis baratos e estacionamentos do Walmart, ter a nossa própria cama era exatamente um presente de Deus. Mas a ideia do post é explicar o que eles fazem lá, como ajudamos e também indicar o caminho se você quiser fazer parte dessa grande família.

Onde fica e o que fazem afinal

Um saquinho desses é capaz de alimentar até 22 pessoas.

Gleanings for the Hungry é localizada em Dinuba, na Califórnia. Uma cidade do interior com aproximadamente 20 mil habitantes formada basicamente por fazendas. Trata-se de uma comunidade onde vivem aproximadamente 40 pessoas e recebem centenas de viajantes ou integrantes de outras comunidades. O propósito em si, como já diz o nome, é processar alimentos para enviar para países pobres. São basicamente duas “temporadas”.

Na primavera/verão, são recebidos pêssegos que são doados por empresas e fazendas da região (frutas que do contrário seriam descartadas) e são desidratados para aumentar a vida útil. Não pense que é simples, são várias etapas e é um processo complexo que exige muitos voluntários. E no restante do ano (chegamos no outono), o foco é produzir sopas. Nesta temporada são misturados massa, milho, soja, lentilha, brócolis, cenoura e mais um monte de coisas. Além de um tempero com um cheiro bom de cebola e alho que ficava impregnado na roupa e cabelos.

Além disso Gleanings recebe doações de empresas com alimentos, suplementos e sucos para que sejam enviados em “Convoys of Hope”, comboios da esperança, que são como eles chamam os caminhões que levam o que foi produzido à quem tanto necessita.

Voluntários abençoando e escrevendo mensagens nos barris onde serão transportadas as sopas produzidas para comunidades carentes da Guatemala.

Como posso ajudar?

Finalizando, se você se tem vontade de participar de uma experiência nobre, fazer amigos e conhecer gente do bem. Em troca pela ajuda, eles fornecem dormitórios com camas confortáveis e muita, mas muita comida. Acredito que saimos alguns quilos mais gordos de lá. Recomendamos muito conhecer Gleanings!

Ah, se você se gostou do trabalho deles mas não tem como “colocar a mão na massa” pessoalmente, qualquer ajuda financeira ou doação de alimentos é bem vinda.

Abaixo segue o link para o site do Gleanings e um vídeo sobre a história e trabalho que fazem.

www.gleanings.org

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *