Home » Roadtrip USA » Roadtrip dia 7 e 8 – Texas

Roadtrip dia 7 e 8 – Texas

Depois de aproveitar o dia e tentar conhecer o máximo que podíamos nesse curto período em New Orleans, seguimos viagem em direção ao próximo estado: Texas.

Foi um trajeto um tanto cansativo e paramos apenas uma vez para almoçar e trocar de motorista da rodada. Chegando em Houston e concluímos que merecíamos uma noite decente de sono novamente. Então procuramos por um dos low budget hotels, que apesar de serem relativamente baratos (de 35 a 59 dólares dependendo da região), são bem confortáveis.

Acordamos há tempo de aproveitar o café que o hotel oferecia (nem todos tem esse “plus”) e pesquisamos como chegar na NASA. Mas antes, era preciso trocar o óleo do carro, a mensagem no painel já estava começando a preocupar.

Uma dica para quem quiser: o Walmart além de mercado, restaurante e hotel para nós, também oferece serviços automotivos básicos como troca de óleo, pneus, etc. Foi literalmente, uma mão na roda. Não, não estamos sendo pagos para fazer tanta propaganda deles.

Colocamos no GPS e seguimos em direção ao centro de visitantes da NASA. O lugar é muito legal, ainda mais pra quem gosta deste tipo de coisa. Com réplicas de ônibus espaciais, fragmentos de rochas lunares, filmes contando a história da NASA e muita coisa interessante pra tirar fotos. Para algumas atrações, como entrar numa máquina que simula uma nave e dá alguns 360 graus, tem que se pagar um pouco mais. Não era a nossa opção. Budget travel!

Deixamos Houston um pouco antes de escurecer, com destino à capital do Texas, Austin. Não tínhamos muitos planos do que fazer lá, apesar de a mesma ter se tornado um polo tecnológico, cheia de startups e empresas de tecnologia (parecido com a Silicon Valley aqui na Califórnia).

Como chegamos à noite e já tínhamos dormido bem no dia anterior, era hora de dormir apertado dentro do carro de novo. Primeiro achamos uma Planet Fitness pra malhar um pouco e aproveitar para tomar banho, depois procuramos um Walmart, compramos umas besteiras pra comer e lá passamos a noite.

Acordamos e seguimos viagem em direção ao interior do Texas. Passamos por lugares muito bonitos e por uma região que, acreditamos ser um polo de vinícolas (nos arrependemos de não ter parado para conhecer). Já era mais de 1h da tarde e a fome bateu, resolvemos parar (não estava no nosso roteiro) numa cidade pequena e charmosa chamada Fredericksburg.

Fredericksburg

O pequeno vilarejo com não mais que 10 mil habitantes era muito limpo, organizado e com lojas e restaurantes muito legais. Escolhemos um restaurante que tinha cara de ser clássico, acertamos em cheio, a comida era ótima!

Hambúrguer com anéis de cebola e bife à milanesa com molho branco e fritas. Uma delícia!

Resolvemos voltar a seguir nosso roteiro traçado no Roatrippers e chegamos no Hamilton Pool Preserve. É um lugar retirado da cidade e para chegarmos ao destino foi preciso caminhar alguns minutos, mas o resultado foi de tirar o fôlego. Uma fina cachoeira deságua em uma piscina natural cristalina coberta por pedras gigantes. Vale a pena a visita!



Saímos de lá e fomos para a próxima parada do Roadtrippers, Cavernas de Sonora. É um monumento natural nacional localizado há 8 milhas (13 km) a oeste da pequena cidade chamada Sonora. A uma caverna é de classe mundial por causa de sua impressionante variedade de formações de cristal, estalactites e estalagmites. É um lugar único e raro, com certeza apesar de afastado, valeu a parada.


A caverna fica em uma fazenda privada e é administrada por uma família. Logo que o tour começa percebe-se que o guia ama o que faz. Como ele mesmo disse: “eu cresci nessas cavernas”. Ele realmente entende disso!

Como qualquer atração turística que se preze, logo que se sai da caverna é possível comprar alguns souvenirs em uma loja. Ahh, a fazenda onde fica a caverna oferece espaço para camping ou motorhome. Pensamos, avaliamos e resolvemos seguir em frente. Infelizmente o sol já havia baixado, o GPS não funcionava por causa da falta de sinal de celular, mas sabíamos em que direção ir.

O Texas é realmente um estado gigantesco, o segundo maior dos EUA, perdendo apenas para o Alasca. É fácil dirigir por horas sem avista sinais de civilização ou postos de gasolina.  Era noite, já estávamos cansados de dirigir e com sono. Acabamos parando em uma rest area.

As rest areas são muito comuns nos Estados Unidos. São espaços próximo às estradas, geralmente logo após uma fronteira de estado. Consiste em uma área para descanso, com mesas, bancos, banheiros e bebedouros. Os espaços são muito utilizado por caminhoneiros e demais viajantes para dormir algumas horas no meio da viagem e usar o banheiro. No Texas, onde o deserto parece interminável, é uma ótima opção de descanso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *